DIÁRIO DE VIAGEM: LONDRES E AMSTERDÃ

Olá! A Tour pela Europa continua. O primeiro post você encontra aqui.

1012267_596558740418627_1834730993_n

Em Londres eles realmente levam a sério esta data comemorativa, dia 25 de dezembro, praticamente nada funciona, transporte público é algo que vocês com certeza não irão ver nas ruas. Como fazer passeios a pé era totalmente inviável, ficamos com as opções entre táxi e bicicleta. Optamos pelo que nos dava mais liberdade para passear pela cidade, e o melhor, a um custo muito pequeno. Existem bicicletas nas ruas que você aluga sozinho, paga-se 2 libras e pode ficar com ela durante 24 horas e o que facilita é que pode ser devolvida em qualquer outro “bicicletário” espalhado pela cidade. Alugamos a nossa bem próxima à estação de metro Vauxhall, é incrível a facilidade em se locomover com esse meio de transporte lá, todas as ruas têm ciclovias e os ciclistas são respeitados. Fomos em direção ao centro de Londres, e como a maioria das ruas lá, tudo é lindo, fica até difícil prestar atenção no trânsito. Nossa primeira parada foi no Tate Britain, onde artistas contemporâneos britânicos expõem suas obras. Passamos pela Tower of London, este monumento está lá desde o século XI e está cheio de história para ser relembrada. Logo ao lado está um dos mais famosos cartões postais de Londres, a Tower Bridge, valeu a pena andar mais de 7 quilômetros de bicicleta, é magnífico.

post1

Voltamos ao hotel de táxi, óbvio haha já não aguentávamos mais pedalar e como não tínhamos muita opção para janta neste dia, encomendamos uma pizza haha gente, eles colocam abacaxi na pizza, pensa numa coisa ruim (comentário da Ana: quando eu fui eu ameeeei a pizza com abacaxi kkkkk).

Dia 26 é um dia de loucura, chamado “boxing day”, promoção pós natal, as principais ruas de compras ficam cheias de fila, é preciso ter muitaaa paciência para comprar. As lojas estão cheias, com filas de espera para poder entrar, se souber esperar vale muito a pena comprar neste dia. Não aguentamos esperar até Paris para fazer umas comprinhas de perfumes, eles estavam com preços inacreditáveis. Para vocês terem uma noção, o Matheus ama aquele perfume da Carolina Herrera 212 NYC, aqui no Brasil um de 100 ml custa em torno de R$ 350,00 lá pagamos R$130,00… É melhor nem comentar quantos perfumes compramos hahah Não poderíamos sair de Londres sem dar uma passadinha por uma das lojas mais deslumbrantes, a Harrods. Pensem numa loja cheia de luxo, é uma loja de departamento, tem tudo que se pode imaginar lá, até restaurantes servindo caviar, mas isso não nos pertence, fazer o que… haha.

post2

Infelizmente, nossos dias nesta cidade apaixonante chegaram ao fim. Partimos no final do dia rumo à Amsterdã, a noite no ônibus foi longa e ainda tivemos que atravessar o canal da mancha de navio, são 37 quilômetros que duram em torno de uma hora e meia, é bem comum as pessoas passarem mal, acredite em mim, é comum mesmo hahah

1779792_596559840418517_1996894355_n

Chegamos bem cedo, por volta das sete da manhã. Estava chovendo e não tinha cara que o tempo iria melhorar. A estação que chegamos conta com armários que você paga para deixar as malas por tempo determinado, não é muito barato não, custa uns 8 euros, achei caro só para deixar as malas, mas é super útil pra quem não vai se hospedar na cidade. Tomamos café e fomos dar uma volta pela cidade, paramos em alguns souvenirs para comprar lembrancinhas. Tínhamos programado um passeio chamado free walking tour, mas como estava chovendo desistimos e fomos direto ao nosso próximo programa, Heineken Experience. Este passeio é um tour pela fábrica da Heineken. É um lugar muito legal, conta toda a história da cerveja, podemos experimentar desde as primeiras misturas até a arte final, o local conta com muita interatividade e cheio de tecnologia, até eu que não bebo cerveja me diverti, vale a pena conhecer.

amsterda

Almoçamos em um restaurante próximo, chamado Carrousel, sim, tem um carrossel no meio do restaurante, experimentamos a panqueca deles, é enorme e deliciosa. À tarde pegamos um bonde (é estilo um ônibus elétrico que anda sobre trilhos na rua) fomos até o portal Iamsterdam, museu do Van Gogh, caminhamos ao longo do rio, fomos ao red light district, famoso por suas vitrines com prostitutas trabalhando, sim… trabalhando, elas tem toda assistência que o governo oferece para qualquer trabalhador. Com o resto do tempo que tínhamos na cidade, aproveitamos para olhar algumas lojas enquanto caminhávamos pela cidade, jantamos e fomos para estação de ônibus.

amsterda2

Amsterdã é o local que muita gente tem interesse em conhecer, mas nós não gostamos muito não. A cidade é muito bonita e bem planejada, mas a liberdade que tem lá, a transformou em uma cidade vulgar e nada agradável pra quem não curte essa “liberdade”.

Até a próxima, encontro vocês em Paris!

DIÁRIO DE VIAGEM: DIA 2 – LITORAL LESTE

Olá!!

Gostaram do post do primeiro dia de viagem? Hoje é a continuação!

O segundo dia foi ainda mais emocionante, saímos um pouquinho mais cedo do hotel, às 8 hs, e seguimos ao litoral leste de Fortaleza até Canoa Quebrada!

dia2

Fomos pela estrada no sentido da Praia do Futuro, Sanbiaguaba, vimos o Beach Park de cima que fica na praia de Porto das Dunas e, se eu não me engano, na Praia do Japão pegamos a beira do mar e começamos nossas aproximadas 4 horas andando pela areia com a 4×4. Era uma segunda-feira e diferente dos poucos buggys que passamos no domingo, nesse dia a praia era só nossa! Passamos pela Prainha, Praia do Presídio e em Iguape entramos no vilarejo. Outra vila fofa e interessante. Passamos ainda pelas praias de Batoque, Balbino e pelo vilarejo de Caponga. Esse vilarejo, segundo o Paulo, nosso guia, quando chove fica todo embaixo da água!!! A questão é que não chove há 3 anos naquela região hahaha Quando chove são 5 minutinhos que não da nem pra se molhar. Vimos a seca de perto, que é algo totalmente inusitado para nós do sul que temos diversas enchentes.

dia2balsa

Em Águas Belas, para continuar nosso caminho pela areia, precisamos do auxílio das balsas!  E logo após em Barra Nova precisamos novamente utilizá-las. Esses dois lugares eram encantadores, água calma, limpa e ótima para um banho! Acho que foi um dos lugares mais bonitos na viagem, se não tivéssemos mais lugares para ir, seria perfeito para terminar o dia. Seguimos então por Tabuba até Morro Branco e Praia do Diogo que é onde tem as falésias! Fizemos um passeio pelo labirinto de falésias com um guia local e ali é o melhor lugar para comprar lembrancinhas. É bem bonito a vista lá de cima e esse é um lugar bem movimentado que passamos.

dia2falesias

Saindo das falésias passamos pela Praia das Fontes, Uruau, Barra da Sucatinga, Arioiz, Praia do Canto Verde, Paripoeira, Parajuru e esse trecho foi cheio de emoções, coisas que só conseguimos fazer por estarmos com uma 4×4. Nosso guia queria ir para outro lugar espetacular, passamos no meio da caatinga e chegamos num morro de dunas. O Paulo foi com a 4×4 para subir o morro… e não subiu… ele tentou de novo… não foi… ele estava confiante que ia subir (conhecia os lugares como ninguém, diferente da gente morrendo de medo kkkk) esvaziou um pouco mais os pneus, foi formando uma estrada, acelerou ee…. nada! Mais uma tentativa de subida e após fortes emoções ele conseguiu hahahaha E a vista lá de cima foi espetacular, sem palavras! Gravei um vídeo da tentativa de subir, vou editar e mostro depois.

dia2canoaquebrada

Seguimos mais um bom trecho até sair da areia e pegar a estrada até Canoa Quebrada. O Paulo já tinha falado que Canoa Quebrada tem mais nome do que beleza e ele estava certo. Depois de tudo que passamos naquele dia, essa praia foi a mais sem graça de todo o caminho. Claro que é mais equipada com restaurantes, passeios de jangada e etc, mas as outras praias eram tão mais belas! Almoçamos e ficamos pela praia até a hora que decidimos ir para casa pela estrada novamente.

Ninguém tinha indicado esse tipo de passeio para nós, foi um super achado do meu pai. E como eu falei no primeiro post, foi a melhor escolha! O Paulo sabia de toda a história, todos os caminhos secretos, sabia como lidar com o carro que estávamos e vimos paisagens maravilhosas. A maioria dos pacotes você vai de ônibus até tal praia e mesmo se alugar um buggy não vê nem metade dessas paisagens. Quem tiver de viagem marcada para Fortaleza eu aconselho gastar um pouco mais e alugar uma 4×4 para fazer esses dois trechos.

Além desse que fizemos eles tem um roteiro que sai de Fortaleza e vai até os Lençóis Maranhenses tudo com 4×4 na beira do mar e ainda para em Jericoacoara. O nome da agência que pegamos esses pacotes foi a Hardtour, mas acredito que na região tenham outras nesse estilo também.

Tenho post do Crocobeach e do Beach Park para mostrar pra vocês!

Beijos