VIAGEM: AMSTERDAM – CONTIKI – EUROPEAN DISCOVERY

Oie! Continuando o post do meu Contiki, mas agora com um diário do roteiro que fiz pela Europa. Hoje vou contar os dois primeiros dias, quando passei por Amsterdam e St. Goar!

Resolvi pular Londres por enquanto e focar no roteiro que foi todo organizado pela empresa, já que na Inglaterra cheguei 3 dias antes e eu pude fazer tudo sozinha. Assim, cheguei em Londres na segunda-feira mas foi apenas na quarta final da tarde que teve início meu European Discovery. Na verdade, foi apenas uma reunião, que é na sede da Contiki em Londres, bem rápida e pouca informação. Coisa de 15 minutos, mas já ouvi falar que algumas vezes demora mais, acredito que dependa de cada guia.

Então – finalmente – na quinta-feira cedinho, às 6h, nos encontramos todos em um hotel, onde o ônibus saiu. Lá conferiram o peso das malas, os documentos e ganhamos uma folha de boas-vindas com algumas informações.

A saída demorou um pouco, mas quando estava tudo organizado, partimos para o porto de Dover. Ele liga a Inglaterra e a França. Pegamos um ferry gigante (tipo um navio) por umas 2 horas e depois seguimos de ônibus por outras longas horas rumo a Amsterdam. No meio do caminho a nossa guia fez algumas dinâmicas, entre elas uma em que tínhamos que alterar os lugares que estávamos sentados para conversar com outras pessoas. Foi bem legal e foi quando eu senti que meu inglês era melhor que eu imaginava. Saímos de Londres lá pelas 7h e chegamos em Amsterdam no fim da tarde, direto pro hotel.

Foi quando chegamos no hotel que eu descobri quem era minha roommate e já nos primeiros minutos eu vi que íamos nos dar bem. Jantamos no hotel e logo após todo o grupo se reuniu para ir em um passeio de barco nos canais de Amsterdam, com direito a 1h30min de open bar. O open bar tinha cerveja, vinho, vodka e uma bebida típica de “entrada”. Nessa hora, provavelmente influenciados pelo álcool (hahah), as conversas fluíram! Sentamos em pequenos grupos e fomos nos conhecendo, bem legal.

Após, seguimos em direção à Red Light Street para assistir à um Sex Show. Hahah, foi uma experiência bizarra, mas é história pra contar né? Daquelas coisas que a gente faz uma vez na vida, principalmente numa cidade tão liberal quanto Amsterdam kkkkk. Nessa rua é proibido fotografar. Ah, esse passeio nos canais e o show eram opcionais, mas todos do grupo toparam. Depois do show tínhamos duas opções: poderíamos voltar por transporte público com a nossa guia ou continuar passeando.

O grupo se separou, alguns foram para o hotel e outros ficaram. A guia sempre ensinava a melhor maneira de voltar para quem ficasse. Eu fiz parte do grupo que ficou andando pela Red Light, paramos em um dos The Bulldog Coffeeshop e também numa baladinha que não estava tão legal assim, um tempinho depois pegamos o ônibus e voltamos para o hotel, mas aproveitamos o máximo da noite em Amsterdam.

Na sexta-feira, saímos as 8:15h para o centro da cidade e nessa hora estava chovendo MUITO, justamente na hora que íamos para a famosa placa de Amsterdam. Incrivelmente, assim que o ônibus estacionou, a chuva parou, o tempo abriu e pegamos a placa praticamente só para nós! Acho que essa é uma boa dica, ir cedinho pra pegar uma foto limpa.

Depois disso, tínhamos a manhã livre até 12:30h, quando íamos partir para a próxima cidade. Ficamos em 4 pessoas andando pelas ruas, saindo da placa até o Van Gogh Café que era o ponto de encontro. Não fizemos nada em especial, apenas fomos andando naquele sentido, tomamos um chocolate quente para espantar o frio, achamos umas feirinhas, almoçamos e ficamos perambulando até a hora de partir para o próximo destino!

Amsterdam foi tudo o que eu imaginava e que se houve falar, ficamos 24hrs e deu para ter uma boa noção. Eu queria ter planejado um pouquinho melhor o que fazer nessa manhã livre, mas só ficar passeando pelas ruas foi ótimo e conseguimos uma visão geral da cidade.

Após Amsterdam paramos em St. Goar, foram 5h de ônibus até lá. A realidade é que a parada é só para não ficar cansativo o caminho até Munique. Chegamos a noite e na cidade não tem nada para fazer, é tudo fechado, tivemos um jantar beeem alemão no hotel e depois do outro lado da rua havia uma vinícola, o opcional da noite era fazer uma degustação dos vinhos. Novamente, grande parte do grupo participou. Eu confesso que não gostei, experimentamos uns 5 vinhos em copinhos de “shots” e eu não entendia NADA da explicação. Fim do dia, alguns ficaram pelo bar do hotel, outros foram até um castelo que tinha por lá (o que o vinho não faz né haha) e eu fui dormir.

No dia seguinte, sábado, as 8:30h saímos rumo à Munique e vimos que do outro lado do hotel a vista era linda! O nascer do sol, o rio que passava ali perto e os castelos aos redores, valeram a parada.

Ah, todos os dias uma folha nesse estilo passava pelo ônibus mostrando a programação do dia.

Próximo post: Munique e Innsbruck, uma das minhas partes favoritas!

Espero que tenham gostado,

Ana Caroline

DIÁRIO DE FORMANDA: O BAILE

Olá!!! Boatos que após o carnaval o ano começa né?! Hahaha, então pre-pa-ra, que hoje é o post do baile de formatura e tem muitooo assunto! Hahaha

14822

No último post eu falei que as fotos iam demorar para ficar prontas (o prazo deles era 180 dias), mas na semana seguinte eu recebi, fiquei bem feliz. E vocês, já estão de saco cheio de falar de formatura? Hahahaha eu nem acredito que já passaram quase 3 meses do dia tão esperado, o tempo voa!

Enquanto a colação de grau é muito emocionante e esperada, o principal do meu baile foi comemorar! E como eu comemorei… dancei a noite inteira e aproveitei muito com meus amigos, que é algo que eu amo fazer: estar rodeada de pessoas que são importantes na minha vida, cantando, dançando, rindo, bebendo… Hahahaha, quem me conhece, sabe! Aproveitei o meu baile o máximo e pra mim não poderia ter sido melhor!

Porém, até chegar esse dia, eu pensei em cada detalhe. Eu estava chata, insuportável, queria tudo perfeito. Infelizmente, nem tudo saiu do jeitinho que eu imaginei, porém, como eu disse acima, a comemoração foi incrível e o mais importante era me divertir, que foi o que fiz.

Eu pensei nesse post milhares de vezes, vinha aqui, abria a página, começava a escrever, olhava as fotos, parava, voltava, parava… Finalizei agora com muita saudade e apesar das reclamaçõezinhas que vocês vão ver por aqui, estou feliz com o resultado.

Bom, o principal no baile de formatura era o vestido. Inclusive rendeu um post próprio aqui falando sobre isso e o “drama” que envolve essa parte. Eu sou chata. Muito chata. Irritantemente chata. Queria o vestido perfeito. O resultado final não foi o que eu esperava. Sim, recebi vários elogios, todo mundo me disse que eu tava linda, mas não era o que EU queria. E isso tudo é até engraçado agora que eu paro e penso.

E o vestido, além de ser o grande drama envolvendo a formatura, também é o motivo de que eu não saber como fazer esse post, não sei muito bem como explicar pra vocês essa parte.

Primeiramente, eu fui em várias lojas, provei vários modelos e nenhum era do jeito que eu queria. Eu não queria renda e em todas as lojas era o que mais tinha. Eu queria um vestido liso. Então, pra mim, restou a opção de mandar fazer, mesmo conhecendo os riscos disso. Pesquisei e acompanhei os estilistas de Blumenau até decidir a pessoa que fez o meu vestido. Eu não sei se eu deveria ou não mencionar o atelier, mas decidi não falar, já que passei por alguns problemas.

No primeiro atendimento mostrei inspirações, falei que eu não queria rendas e eu descobri que o que eu gostava eram os bordados, mas isso deixa (bastante) caro o vestido. Optei por um modelo liso mesmo. O modelo foi: saia sereia, lateral aberta, um decote e costas só com duas tiras. Vou deixar abaixo as fotos de inspirações. Quando decidi fazer o vestido mesmo, vi as opões de tecidos e no fim fiquei com o rosa (que em algumas fotos pode parecer vermelho, mas é rosa bem barbie hahaha).

(em cima as inspirações de sereia e embaixo de decote/lateral)

Eu queria também o decote mais fechado – foi onde surgiu a ideia do transpassado – e talvez isso tenha contribuído para que eu não gostasse tanto da versão final. Fiz a primeira prova, não gostei. Mas tudo bem, podia melhorar. A saia foi melhorando, porém o decote ainda me incomodava. Eu achava que era porque não estava completamente costurado ainda. A coisa que eu tinha certeza desde o começo é que eu queria a lateral aberta, como nos modelos que mostrei acima. O resto eu não tinha certeza, mas isso sim. Nas provas não estava ficando do jeito que eu queria e toda vez que eu mencionava, a pessoa me falava que tinha aberto o máximo e que se abrisse mais, poderia aparecer o seio. Ok, né?! Se a pessoa que trabalha com isso me diz, confiei. Vejam as fotos das três provas antes do resultado final:

Na última prova, o dia de pegar o vestido pronto, a parte de cima estava muito frouxa, no transpasse além de estar sobrando, foi feito apenas um alinhavo e do jeito que seu mexia aparecia toda a linha, não estava nada legal. Falei o que me incomodava, a pessoa disse que não poderia fazer nada, que era normal, que se apertasse mais a saia ia subir, que o vestido estava lindo e perfeito. Se a preocupação dela era aparecer o seio na lateral, parecia que tinha esquecido que no decote, do jeito que estava, ia aparecer do mesmo jeito. Peguei o vestido. Fui pro carro e comecei a chorar (sou chorona hahahaha). Minha mãe não estava entendendo nada e queria voltar lá pra fazer alguma coisa. Mas gente, como eu ia voltar e repetir algo que eu já tinha falado (e não só uma vez, mas em todas as provas eu falava e parecia que não resolvia nada), quando a pessoa não via o defeito?

Decidimos ligar para a costureira que estava fazendo o vestido da minha mãe – 3 dias antes do meu baile – e ela conseguiu me atender no mesmo dia e dar uma arrumada no vestido. Ela não conseguiu fazer muita coisa em razão do corte e do tempo, mas melhorou. O que estava péssimo e mais me incomodando era a costura no meio e isso ela arrumou. Se vocês observarem nas fotos, ali no busto ainda ficou “frouxo”, apesar de ela ter dado uma arrumada. Eu não quero ficar aqui citando os defeitos, porque eu consigo ver vários, mas esse foi o que achei mais complicado. Quem olha sem saber disso, talvez me diga que o vestido está lindo e eu até concordo. O risco de se mandar fazer é que não fique do jeito que você imaginou e foi isso que aconteceu comigo. Vamos ao resultado?

Outra coisa que me incomodou foi o preço. Eu não paguei barato, mas foi um preço médio pelo o que acompanhei minhas amigas. Só que eu tinha também o da minha mãe como base e eu fui junto na loja de tecidos para escolher (isso quando eu já tinha mandado fazer o meu), vi o tecido que foi utilizado no meu vestido e enquanto o valor do metro era R$ 10, por exemplo, o da minha mãe era R$ 20. Ou seja, minha mãe escolheu um tecido com qualidade superior, que não marcava ou amassava tanto e mais firme, adequado inclusive para o modelo que eu queria e ela pagou mais barato que eu.

Como meu vestido era todo liso, optei por um brincão, que foi feito pela Clash Rings com a união de duas ideias, especialmente para mim. 😛

A make e o cabelo foram feitos pela Bruna Azevedo. O cabelo acho que eu devia ter deixado um pouco mais solto na frente, o resultado nas fotos oficiais oficiais não gostei taaaanto – mas pessoalmente e nessas fotos tiradas pelo celular eu gostei (perceberam a bipolaridade e a minha chatisse né!? hahah). Eu não me gosto de cabelo preso, tenho esses cabelinhos “novos” que me incomodam, mas não faria diferente. É muito calor, muita gente abraçando, acho que é a opção adequada. Na maquiagem, quis brilhosss!

O sapato (que nem apareceu) era um Luiza Barcelos maravilhoso, quando eu usar ele de novo posto um look por aqui. Ele era bem alto (podem perceber nas fotos, sou a maior kkkk) mas eu amo!!! Confortável, não machucou. Mesmo assim tirei na metade da festa e troquei por rasteira, porque não tem nada melhor né?!

Minhas dicas finais para vocês: não coloquem tanta expectativa nas coisas e nem queiram tudo perfeito. Pesquisem muito, peguem várias inspirações e, caso decidam fazer um vestido novo, pesquisem mais ainda! Eu acabei ficando na minha cidade mesmo, mas várias meninas foram para fora, o que pode ser uma boa opção também.

O baile é para se divertir! Eu cheguei cedo e pedi que meus convidados também chegassem, assim bati todas as fotos em estúdio antes. Depois da nossa entrada, eu fiquei praticamente na pista dançando com meus amigos. Não bebam muito para lembrar de tudo depois! Batam bastante foto com celular, façam vídeos, são memórias para a vida toda. Além disso, antecipem o que puderem. Brinco, sapato, bebidas, comidas, quanto antes você decidir as coisas, melhor, pois vai chegando perto da formatura a ansiedade cresce, é bom ter tudo resolvido.

Por fim, não me levem a mal sobre o “desabafo” do vestido. Não quero parecer ingrata, nem nada do tipo. Eu achei que ele ficou bonito, mas não do jeito que eu queria, sabe?!

É issooo, espero que tenham gostado dessa série de posts sobre formatura! <3

Beijos,

Ana Caroline

DIÁRIO DE FORMANDA: MISSA E COLAÇÃO

Olááá!! Voltei! Hahahah

16176032_1353660481342896_1594032427_n

Antes tarde do que nunca né? Já fez um mês que me formei (oficialmente Bacharel em Direito) e ainda não tinha contado pra vocês tudo que aconteceu!

Agora prepara, que o post vai ser longo hahaha vamos por partes…

A missa foi o primeiro “evento”. Na verdade, é um culto ecumênico para a participação de diversas religiões. O nosso aconteceu no dia 15 de dezembro e foi uma celebração linda. Eu sou católica e pra mim foi muito importante iniciar assim, abençoada e agradecendo! Eu e meus pais nos emocionamos muito. A decisão das cores dos trajes foi preferencialmente claro, por isso escolhi um vestido florido e como ele tinha as costas abertas coloquei um cardigã por cima.

16128730_1353660514676226_1826835164_n 16144537_1353660498009561_152486297_n 16176389_1353660484676229_1504953313_n 16176546_1353660461342898_1492410603_n

Vestido: Tutti-Frutti – Cardigã: Zara

O segundo dia é o principal e a razão de tudo. A cerimônia de colação de grau é um dia inesquecível. A nossa foi na sexta, 16 de dezembro de 2016. A sensação que senti nesse dia é inexplicável, muito orgulho de todos que conseguiram estar ali, de ver tantos rostinhos orgulhosos e ansiosos. É o fim de um grande e importante ciclo. Nossa cerimônia estava marcada para as 18h e a chegada dos formandos programada para após as 14:30h. Eu cheguei por volta das 16h. Eles pedem essa chegada cedo para bater as fotos, colocar a beca e etc. Pra mim o tempo deu bem tranquilo e ainda tive uma folga.

Eu e minha mãe fomos ao salão às 12h. Eu tinha marcado em outro lugar mas acabei mudando um tempo antes para fazer com a Bruna Azevedo e não me arrependi!

Eu enchi muito o saco da Bruna mandando diversas inspirações bem antes da formatura e o resultado foi lindo <3

Abaixo as minhas inspirações para a colação:

inspiraçoes

O Instagram makemeup_gabiferron foi um dos favoritos para ideias!

O cabelo da colação seguiu essa linha de enroladinhos (eu não queria trança apesar de achar lindo). Outra coisa que tem que considerar é que o capelo ia por cima.

15644313_907474586022532_1700624382_n 15644803_907474682689189_1777043995_n 15682753_907474439355880_72765239_n

A make inspiração foi o próprio Insta da Bruna e eu aaaaameei o resultado! Achei que ficou diferente e recebi muitos elogios.

15683058_907474222689235_745050146_n 15644790_907474152689242_709999932_n 15683617_907474169355907_724479805_n15644851_907474499355874_982799243_n16143887_1353660518009559_1101391800_n

O look principal dessa noite é a beca, claro. Mas por baixo dela foi exigido uma roupa preta. Podia ser qualquer uma, já que não aparece. Eu comprei a minha dois dias antes, loucaaa!! Hahahaha Até tinha umas opções em casa mas acho que a data pede um look novo né?! Então escolhi um vestido preto com algumas pedras. Além disso, depois eu sai pra jantar com meus pais e convidados e precisava de uma roupa mais arrumadinha. Também era obrigatório a meia calça e sapato preto fechado (que peguei emprestado da minha madrinha hahah). Pra ter mais um detalhe, escolhi um brinco maior. 

Vamos as fotos?!

16128153_1353660578009553_82753211_n 16128670_1353660604676217_619541232_n 16176085_1353660521342892_1907543848_n 16128520_1353660534676224_1899513719_n 16144346_1353660561342888_1681171857_n 16128311_1353660568009554_1180453874_n 16128938_1353660584676219_2086960878_n  16176086_1353660598009551_402996528_n 16176693_1353660591342885_1718528531_n

Vestido: Quero Charlotte – Sapato: Colcci (antigo, emprestado da madrinha) – Brincos: Clash Rings – Maquiagem e cabelo: Bruna Azevedo – Empresa da formatura: Polly Formaturas

Uma dica: é MUITO quente em cima desse palco, então se o seu caso for algo parecido, escolha uma roupa fresquinha por baixo pra não passar tanto calor. A minha mãe estava congelando na plateia pois o ar estava super forte, enquanto isso os formandos derretiam por causa das luzes!

Eu tinha pouquíssimos convidados pra colação (os ingressos são super limitados) e após saímos para jantar pra fechar a noite.

Sem dúvidas, é um dos momentos mais felizes da vida! Me sinto realizada. A primeira vez que subi nesse palco faz mais de 10 anos para uma apresentação de dança, retornei para uma conquista muito batalhada nos últimos anos. Dessa vez a emoção era grande. Na hora fiquei calma e foi tudo lindo demais! Ficam as lembranças. Abaixo o vídeo do meu Instagram:

Revendo esse vídeo, passa um filme na minha cabeça e fico muito emocionada. Acabou. 5 anos. Como bem disse a Julia em seu discurso, não sei se rápido demais ou devagar demais. Entrei no Direito meio sem querer, nunca sonhei em ser advogada. Hoje, 5 anos depois, me encontrei e estou apaixonada pela profissão. Durante essa trajetória sorri, chorei, pensei em desistir, aprendi, cresci, estive estressada e estudei muito para que o resultado fosse ainda melhor: saio da graduação com a aprovação na OAB, saio advogada. Mas nada disso faria sentido se eu não estivesse ao lado de meus pais que tanto me ajudaram, amaram, apoiaram, compreenderam. Também foram inúmeras conversas com Deus durante esse tempo, se não fosse toda sua força, eu não estaria tão feliz e abençoada neste dia. Minhas amigas, como sou grata por nossos caminhos terem cruzado e eu ganhar irmãs maravilhosas para a vida toda! Nós sabemos que nem sempre foi fácil, mas o orgulho que sinto de nós hoje, compensou todos esses anos de batalha. Agora, começa um novo ciclo. Que seja tão lindo e gratificante quanto esse! Por fim, à todos os formandos, desejo que sejam felizes e tenham muito sucesso! Obrigada vida 🙏🏼❤🎓⚖🎉🍾😍 #anaformou #hojetemmais #direito #furb

A post shared by Ana Caroline Cunha (@aneinha) on

Eu decidi não fazer jantar para os familiares e não sei se foi uma boa opção. Acho que é um momento muito importante e eu deveria ter feito alguma coisinha para não passar em branco. Não chega a ser um arrependimento, mas eu poderia ter me programado para fazer acontecer, sabem?! Então pensem bem nessa questão!

Peço desculpas pelas fotos não muito boas, todas de celular… no dia eu estava muito ansiosa, não conseguia nem pensar direito e as dos fotógrafos vão demorar pra chegar kkkkk

Prometo que o post do baile não vai demorar tanto quanto esse, já estou escrevendo!

Beijos,

ana-caroline

DIÁRIO DE FORMANDA: DRAMA DO VESTIDO

Pelo jeito o blog virou só diário de formanda né? Hahaha

5c6ca024376f24a69f67e13cc96a8676

Como falei no primeiro diário, estava esperando o drama que ia ser essa caça ao vestido de formatura. E ele se confirmou. Tenho várias ideias, acho vários bonitos, mas não achei “O VESTIDO”, sabem? Não faço ideia de modelo, tecido, cor…

No último fim de semana fui em várias lojas e pesquisei muuuito mas ainda não tenho certeza, pensa numa pessoa indecisa – sou eu! Meu desejo era achar um vestido para comprar ou alugar e não mandar fazer porque morro de medo de não ficar do jeito que eu imagino. Porém, a conclusão que eu cheguei após visitar várias lojas é que não tem jeito, vou ter confiar em alguém para confeccionar o vestido dos meus sonhos.

Visitar lojas ajudou a esclarecer várias coisas e nesse ponto vou destacar que estou fazendo o MEU diário e, obviamente, será de acordo com o meu gosto. Eu não quero rendas, eu não quero transparência (aquelas que sempre vem acompanhadas de um tule “invisível” sabem?) e eu provavelmente estarei “básica“. Talvez básica não seja a palavra correta, quero estar clássica, com um vestido chique, que daqui uns 10 anos eu possa olhar a foto e ainda achar que estava linda, o que é diferente de 99% dos vestidos que encontrei nessa busca.

Não me interpretem mal, eu acho LINDO os vestidos bordados, com transparências e etc, sem dúvidas quero algum dia usar esses modelos (amigassss, está na hora de começarem a casar!!! hahaha), só que para a minha formatura eu coloquei essa ideia na cabeça, porque além de indecisa também sou teimosa e não há nada que me faça mudar de opinião. Acho que o que me levou a esse raciocínio foi ter participado de algumas formaturas e os trajes que mais chamaram a minha atenção são os mais lisos, talvez a nova tendência seja que o menos é mais.

Mas, apesar de ter essa aparente ideia na minha cabeça, continuo indecisa: estilo sereia? saia mais princesa? decote na frente? decote nas costas? os dois? qual cor? e o tecido?

Fui em um atelier essa semana e estou aguardando o orçamento e o desenho para ver se começa a aparecer uma luz na minha cabeça hahaha 😛

Pensei em trazer inspirações para vocês mas acho que isso a internet está cheia né?! O que eu posso fazer é contar as impressões dos lugares que visitei aqui na região, me falem se quiserem!

Dica de lugares para pesquisa: Pinterest, Dress & Go, Instagram Cheers.

Para quem está na mesma fase que eu, a dica é fazer uma pastinha no computador ou no Pinterest de inspirações!

Logo trago mais novidades para vocês!!! 😀

Beijos,

ana-caroline

DIÁRIO DE FORMANDA: O INÍCIO

Oláá meninas! Tudo bem?

large (4)

Vou iniciar por aqui mais um diário e dessa vez vou compartilhar pra vocês os preparativos para a minha formatura!

Decidi fazer o diário de formanda porque essa é uma fase que pesquisamos muitas inspirações, temos diversas dúvidas e acredito que deixar registrado é muito legal para ajudar outras pessoas.

Nesse primeiro post vou dar uma visão geral de tudo que está acontecendo na minha vida agora!

Bom, primeiramente preciso compartilhar com vocês que o meu último ano foi intenso. Eu faço Direito e, para quem não sabe, para ser advogado você precisa fazer o Exame da Ordem, a famosa prova da OAB. A partir do 9º semestre (ou último ano do curso) você já pode tentar para conseguir a desejada carteirinha vermelha.

Por isso, na minha faculdade eles incentivam a antecipar o TCC no oitavo semestre para que no último ano fique focado nisso e, se conseguir passar já no nono, o décimo se torna tranquilo e sem muita pressão. Eu fiz isso. Então desde o ano passado eu estou focada nos estudos, primeiro o TCC e durante os últimos quatro meses toda a minha atenção e tempo livre foi para o Exame da Ordem. Para eu não pirar, coloquei diversos objetivos pós-OAB, entre eles a preocupação com a minha tão sonhada formatura.

Resumindo, eu fiz a segunda fase da prova e não faço ideia do meu desempenho, o resultado final sai no dia 21 de junho. Independentemente do resultado, não posso mais esperar para começar a resolver os detalhes da conclusão do meu curso.

A formatura é algo muito especial já que finaliza uma fase de muito aprendizado, não só dos últimos 5 anos do curso de Direito, mas de toda uma preparação desde que éramos crianças.

A minha colação está marcada para o dia 16/12/2016 e a festa no dia seguinte, 17. Então eu preciso pensar em dois looks, dois cabelos, duas maquiagens, dois sapatos hahaha. Da colação é mais tranquilo, o cabelo ficará solto e o vestido fica escondido então não tem muito mistério. O problema mesmo será a decisão pro baile!

Até o momento eu só marquei o cabelo e a maquiagem. Eu fiquei assustada como os horários são concorridos, quando fui agendar já tinham duas formandas para o mesmo dia e isso já faz um mês, acreditam? Todo mundo começou muito cedo para conseguir nos melhores salões.

As fotos para o convite estão marcadas para o dia 25 de junho e depois conto pra vocês aqui!

O vestido eu já estou vendo que vai ser um drama, vejo milhares de modelos e até agora só fiquei apaixonada por um. O problema é que morro de medo de mandar fazer e não ficar do jeito que eu imagino. Ainda não comecei a procura oficial, mas vou contando tudo por aqui também.

Por enquanto é isso! Logo logo volto com inspirações e conto as novidades 🙂

Espero que gostem dessa série de posts, me contem o que acharam?

Beijos,

ana-caroline

DIÁRIO DE VIAGEM – LENÇÓIS MARANHENSES DIA 05

Oiee!!

Continuando o diário da minha viagem lááá de Junho 🙂 Para ver sobre os outros dias, é só clicar aqui!

Esse dia foi um dos mais encantadores. Sem pensar duas vezes, responderia que foi o lugar mais bonito que já vi na vida.

Saímos cedo de Barreirinhas com destino aos Lençóis Maranhenses. Eu já tinha ouvido falar e visto fotos, mas estar lá é outra coisa. Assim que pegamos a balsa para atravessar o rio nosso guia perguntou se iríamos almoçar lá e passou pra gente quais eram as opções. Achamos a situação engraçada mas ele explicou: lá não tem restaurantes e tem somente uma senhora que faz o almoço de acordo com a quantidade de pessoas e a preferência (tinha carne, frango e camarão). Então logo cedo já encomendamos nosso almoço.

Inicialmente, o nosso passeio era apenas em uma das lagoas, ou seja, sem almoço e só um período. Devido os problemas que tivemos com o primeiro guia e toda a falta de vontade dele, insistimos que mereceríamos uma compensação hahaha. Foi a melhor coisa que ganhamos, pois vale muito apena fazer as duas principais lagoas (Lagoa Azul e Lagoa Bonita), ou seja, um dia inteiro.

O caminho todo até os Lençois é impressionante, é só uma estrada no meio da vegetação passando por dentro de “poças” que vão formando por causa das chuvas. Nas fotos vocês entendem o que eu quero dizer hahah. Cerca de uma hora de carro que somente um guia saberia levar!

Quando chegamos, a vista é impressionante, principalmente quando paramos para pensar que o que vemos é só um pequeno pedaço. Aquela paisagem estende-se por 155 mil hectares. Não tinham muitas pessoas visitando, passa até a impressão que é um lugar ainda pouco explorado pelos brasileiros, ainda bem! 🙂 Nada de lanchonetes, guarda-sol, vendedores ambulantes, nem nada do tipo. O ideal é levar uns lanchinhos (levamos frutas e bolachas), muita água e protetor solar. As águas são transparentes e não tem nenhuma sombra.

Partimos pro almoço e mais uma vez ficamos impressionados. O lugar era simples, com fogão a lenha, sem energia elétrica e sem nenhuma tecnologia! Vocês conseguem imaginar um lugar assim hoje? Eu fiquei impressionada. A comida era ótima, adoramos tudo. Descansamos depois do almoço nas redes que tinham lá e fomos para a segunda parte.

Apesar de existirem as lagoas mais famosas que são as maiores e mais fundas, escolhemos uma só pra gente passar a tarde hahah. São tantas opções que não é aquela lotação de gente, sabem? Adorei isso. Ficamos tranquilos, sozinhos, sem barulho, aproveitando a natureza e a beleza daquele lugar.

No fim do dia, fomos assistir o pôr do sol em cima das dunas para depois voltar pra pousada.

dia 05

Ali em cima coloquei uma foto da visão “do outro lado” dos lençóis, que é de onde viemos. Viram como não tem nada ao redor? Só árvores e mais árvores! Nessa última parada ainda tinham umas barraquinhas vendendo tapioca (hmmm delícia!), café e artesanato. As pessoas que vendem ali moram nos arredores, mas nada de luxo também, vivem com simplicidade e provavelmente uma vida muito diferente da nossa.

Por fim, uma selfie com o nosso guia (o Lindinho) que foi muito prestativo!

Para saber mais sobre os Lençóis Maranhenses, achei esse site!

O próximo post vou mostrar o último dia e mais informações sobre as pousadas e o roteiro que fizemos!

Beijos,

ana-caroline

DIÁRIO DE VIAGEM – MARANHÃO DIA 4

Nossaaa! Não acredito que esse post ainda estava parado aqui hahah Opsss…

O dia 4 da viagem foi tão lindo quanto os outros. Saímos cedinho a caminho do Maranhão. Depois de algumas horas de asfalto, chegamos em uma cidadezinha pequena e pegamos a areia para encontrar o nosso barco. A princípio, tínhamos que chegar as 11h para pegar a lancha voadeira. O caminho foi bem tenso, era uma imensidão de areia e parecia que íamos ficar perdidos pra sempre lá no meio hahah Além disso, a areia estava muito mole e cheio de árvores quebradas, o risco de atolar era grande. Passada a fase do medo, chegamos a um lugar incrível! Sério, quando chegamos ficamos boquiabertos. Um restaurante delicioso em cima das dunas e um clima aconchegante.

Conversamos com o guia da lancha e decidimos almoçar ali mesmo e sair só mais tarde. Alugamos um quadriciclo e foi demais! Eu que dirigi e foi muito divertido hahah Só deixa a gente fedida à oleo, mas sempre quis andar com um. Demos uma volta por tudo, de um lado o mar e de outro o rio, lindo demais! O almoço estava uma delícia também e depois de descansar um pouquinho, pegamos a lancha para seguir nosso caminho pelo Rio Preguiças para chegar em Barreirinhas que foi onde passamos as duas últimas noites.

Geralmente quando eu viajo, não sinto muita vontade de voltar no mesmo lugar, mas sim conhecer novos. Essa viagem foi tão incrível que eu tenho vontade de repetir.

Ficamos horas andando pelo rio, sensação maravilhosa! Fizemos parada no Farol Preguiças, bem simples e pequeno o lugar com alguns moradores. Vale a pena subir o farol porque a vista lá de cima é maravilhosa! A segunda parada foi para conhecer os Pequenos Lençois, que não tem muita graça. O legal desse lugar que paramos é que tinham macaquinhos!!!! Compramos banana e a gente tratava eles na boca. Muito engraçado hahaha Eles chegavam pertinho e eram super comilões, alguns bem trapaceiros e a experiência foi demais.

No fim da tarde, chegamos em Barreirinhas. A cidade é um pouco maior, mas tudo bem simples. Tem mais opções de restaurantes. A pousada que ficamos era gigante, café da manhã bom, o único problema é que fica bem nas margens do rio e por isso era LOTADO (e quando eu digo LOTADO é realmente LOTADO) de pererecas. kkkkkkkkkkk Quem me conhece sabe que eu tenho pavor desses pequenos seres, então a noite rolava um mini desespero para sair e voltar ao quarto, mas sobrevivi.

maranhão

Que saudades!

No próximo post vou contar dos Lençois Maranhenses, se eu tivesse que escolher o lugar preferido da viagem, diria que foi esse! Prometo que não demoro tanto pra voltar 😛

Beijos,

ana-caroline

DIÁRIO DE UM SILICONE: ANTES E DEPOIS

Oiee!!

Decidi reunir alguns looks com o antes e depois da minha cirurgia. Já fazem 4 meses e o tempo voa! Me sinto muito bem, cada dia mais feliz com o resultado. Não apareceu estrias e continuo usando o creme para prevenção, tenho consulta com o médico nessa semana e quero ver se já dá de parar de usar. A minha cicatriz está bem aparente ainda.

Nenhuma roupa minha deixou de servir, ainda bem hahaha! Já comprei uns biquinis novos e estou louca pra estreá-los 😛

As fotos que eu escolhi foram de looks que já tinham aparecido lá no Insta do blog (já segue a gente?). Percebi que com o tempo realmente vai ficando mais natural. Essa foto aqui de baixo foi com 1 mês de cirurgia e ta bem marcado:

Look de hoje pro FUCCA! 💃🏻🎶

A post shared by Blá Blá do Dia (@blabladodia) on

 

Essas outras fotos também dá de ver o resultado, ficou bem proporcional com meu corpo né? Não sei porque esperei tanto hahaha que agonia do antes!

vermelho frida

A última foto que separei foi uma das mais “chocantes” kkkkk. Quando eu provei essa blusa de novo fiquei impressionada com a diferença. Deu até vontade de voltar pra acadi 😛

acadi

É isso! Não bati fotos de biquíni porque tenho vergonha hahaah

UPDATE EM 20/08/2017 – 2 ANOS DEPOIS

Oii, volto aqui dois anos depois da minha cirurgia aproveitando que fiz uma viagem para o nordeste e fiquei desinibida de biquini hahahaha

Beijos,

Ana Caroline

LOOK DO DIA: DIA DOS PAIS

Oiee!!

Hoje vim mostrar um pouquinho do look que usei no dia dos pais! Na verdade, o look é bem basicão mas já mostra um pouco do resultado da minha cirurgia.

Domingo de manhã decidimos ir almoçar no litoral e ir até o mirante de Itapema. Esse mirante fica na Rua Cento e Sete C, Canto da Praia, segundo meu bff Google hahaha. A entrada é totalmente gratuita e vale muito a pena a vista lá de cima!

Sobre o meu look, ele não tem grandes emoções!

Comecei pela camisa e confesso pra vocês que está sendo difícil usar essas blusas que mostram mais o colo. Dá uma certa vergonha, parece que todo mundo vai me olhar e pensar: Olhaaa, ela querendo mostrar os peitos kkkk Mas já estou me acostumando e começando a pensar “é isso ai, coloquei mesmo”. Afinal, conto tudo aqui no blog né? Claro que minha intenção aqui é pra ser uma fonte de informação e ajuda pra outras meninas maaas acaba virando alvo de curiosidade alheia. O pior é que sou uma pessoa tímida principalmente em relação a essas coisas, mas a gente vai aprendendo a lidar. 😛 (PS: se você não ta entendendo nada, clica aqui!)

Continuando sobre o look, completei com uma calça preta da H&M comprada lá no Chile, mocassim que já apareceu aqui uma vez e bolsa que me dei de aniversário kkk O óculos é da Vogue.

look look IMG_5155 look look look look lookE ai, o que me dizem? 😛

Beijos,

ana-caroline

DIÁRIO DE UM SILICONE: 2ª E 3ª SEMANAS

Oiee!

Continuando o meu diário de um silicone… primeiro post aqui e o segundo aqui!

As duas últimas semanas foram bem tranquilas, por isso decidi fazer um post para as duas.

silicone

Comecei a segunda semana com o meu aniversário, reuni algumas amigas aqui em casa para um bolinho e ocorreu tudo bem. Fiquei um pouco cansada por ter que me movimentar mais, mas nada assustador. A cada dia fui melhorando. Com 15 dias comecei a mexer os braços até a altura do ombro e a tomar banho sozinha, melhor coisa da vida! Hahaha Fui em uma formatura, sai para jantar e aos pouquinhos voltando a vida normal. Infelizmente, dormir de lado ainda não consigo! Apesar de meu médico ter liberado, quando viro sinto dor, até consigo ficar um pouquinho mas prefiro dormir de barriga pra cima ainda. Por outro lado, dormir não está mais sendo tão difícil quanto as primeiras duas semanas. Não sinto mais dor nas costas e acordo bem! O corte ainda não está 100% cicatrizado. Continua com casquinha.

Já percebi que o volume da prótese diminuiu exatamente no lugar que o médico tinha me mostrado! Mas estou super feliz com o resultado porque ficou natural. Acho que se meus seios não tivessem esquecido de crescer, seriam exatamente assim hahahah. Pra quem gosta do resultado mais marcado, com cara de silicone, talvez ache que eu podia ter colocado mais, já eu acho que está ótimo!

No começo, o silicone era bem duro, agora já está mais molinho e sei que isso só melhora com o tempo.

Não estava conseguindo colocar blusas sem botão até 2 dias atrás! Finalmente consegui voltar a usar t-shirt e a cada nova roupa, fico ainda mais feliz por ter feito a cirurgia. Provei vááárias que deixei de usar porque me deixava muito reta e já estou louca pra estrear todas elas hahah Ah, e todas elas continuam servindo, apenas deixando o corpo com mais curva – ebaaa. Acho que só umas 2 blusas não vou conseguir mais usar porquê eram bem justas (ainda não provei para não forçar muito).

Agora estou ansiosa pra minha próxima consulta, pois vou poder mexer os braços normal e também ficar sem o sutiã cirúrgico – graças a Deus – mais uma coisa que ficarei liberada para voltar a vida normal 😛

Já voltei a trabalhar, sempre com bastante cuidado e evitando pegar pesos.

Enfim meninas! É isso… não tinha muita novidade como eu disse lá no começo. Indico muito essa cirurgia para quem, como eu, o fato de não ter seios incomoda muito, quando faz você deixar de usar certas roupas, se sente mal por isso e vive escondendo essa parte do corpo. 😛

Qualquer dúvida, é só me mandar!

Beijo!

ana-caroline