PUNTA DEL ESTE EM UM DIA – RHAPSODY OF THE SEAS

Continuando com os assuntos relacionados ao cruzeiro que fiz no final de ano, hoje começo a falar um pouquinho de cada cidade em que paramos. Como já contei aqui, as paradas foram Punta del Este, Buenos Aires e Montevideo, nessa ordem. Portanto, o post de hoje é sobre Punta e como aproveitar a cidade em um dia.

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Como Punta não tem um porto que suporte navios assim, a parada é no mar mesmo e o desembarque é feito por meio de lanchas. Por isso, demoramos bastante para chegar na cidade. O navio parou perto do meio dia, mas nossa vez de sair do navio chegou apenas perto das 15hs! O navio sairia dali perto das 19hrs, então o jeito era correr para conseguir ver tudo o que queríamos.

Como eu já havia ido para lá, sabia mais ou menos onde deveríamos ir, portanto assim que chegar no porto de Punta, fomos direto em direção à Playa Brava, passando pela Avenida Golero (uma das mais bonitinhas de lá).

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Depois de uma parada para um sorvete na Freddo, continuamos pela avenida até chegarmos no monumento Los Dedos del Náufrago. Aproveitamos também para caminhar um pouco pela praia, que aliás estava quase vazia! Eu imaginei que estaria lotaaada, mas estava apenas um pouco mais cheia do que quando fui no inverno.

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

A próxima parada foi na Playa Mansa. “Atravessamos a ponta” até chegarmos nela. Essa praia é super legal para caminhar, pois tem um deck na orla que é super agradável. Fomos caminhando até o Hotel Conrad, pois como Matheus gosta de poker e afins, queríamos visitar o casino de lá, que é considerado um dos maiores da América do Sul.

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Quando saímos de lá, faltava menos de uma hora para o navio sair, então resolvemos voltar para o porto para curtir um pouco o lugar. Na volta passamos pela Calle 20, conhecida como Fashion Road, que tem várias lojas legais, mas como já tinha contado na viagem anterior, o Uruguai não é um lugar muito bom para compras.

Já no porto, caminhamos por todo o molhe que além de barcos lindos tem também a presença dos famosos leões marinhos.

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Punta del Este | Rhapsody of the Seas

Por fim, foi hora de voltar para o navio :/ O tempo na cidade foi curto, mas ainda assim conseguimos visitar o que queríamos. A dica é se organizar e saber certinho para onde ir, assim não perdemos nem um minuto!

No mapa abaixo é possível ver como foi nosso trajeto pela cidade!

Beijos,
Carol-Borba

O QUE VISITAR EM PUNTA DEL ESTE

Já falei sobre alguns pontos turísticos de Montevidéu e hoje vou falar de alguns de Punta del Este. Como Punta del Este é um balneário, ele é maiss “movimentado” no verão. Então, ao invés de ficarmos hospedados lá, ficamos na capital e passamos um dia em Punta del Este. E um dia foi o suficiente para conhecer os principais pontos de lá. Mas, acredito que se você for no verão para aproveitar a praia, mais de um dia será necessário.

O primeiro lugar que fomos quando chegamos lá foi o Porto de Puntal del Este, onde tirei as fotos do primeiro look. Adorei o lugar! É bem organizado e limpo (pelo menos na baixa temporada). Têm umas mesas por lá onde os pescadores ficam limpando os peixes e sempre aparecem leões marinhos por lá! Me apaixonei por eles, são enormes!! kk O porto também tem restaurantes, barraquinhas vendendo frutos do mar, iates na parte da marina, molhes pra caminhar…

Talvez o ponto turístico “mais turístico” de todos (pela frase kk) seja a escultura “La Mano”. Essa escultura é aquela dos 5 dedos “enterrados” na areia da Playa Brava. Ela representa a presença do homem na natureza e é parada essencial para fotos kk. O caminho do porto até o monumento (contornando toda a ponta pela ramblas até chegar na Playa Brava), é cheio de casas lindas! As ruas que “saem de dentro da cidade” e chegam nas ramblas me lembram as ruas de San Franciso, na Califórnia (nunca fui lá, mas é mais ou menos assim que imagino que seja kkkkkkkk).

A rua principal da cidade é a El Remanso, que também é conhecida como Calle 20 ou a Fashion Road! Esse último nome dela entrega o porquê de ela ser uma das mais importantes! kk Ela é a famosa rua das lojas de Punta del Este (vou falar dela naquele post que farei de onde comprar!). Cheia de lojas, de todos os tipo, ela têm também alguns restaurante e cafés bonitinhos. Nela e nas suas transversais são encontradas algumas lojas “mais famosas” (e caras). Desde que eu soube que tinha uma Louis Vuitton, eu tinha que ver ela kkkk. Bem turista mesmo! Assim como a Fendi, que entrei só de curiosa mesmo e não gostei porque nem tocar nas bolsas e roupas podia! kk

O Uruguai também é conhecido pelos casinos, que são totalmente legais lá (vários shoppings têm casinos neles, os Casinos Del Estado). Um super famoso de lá é o do Hotel Conrad. Não fomos nesse porque minha irmã ainda não pode entrar, então só entramos em um de um shopping pra ver como era kk. Da primeira vez deu certo, ninguém pediu identidade, mas da segunda o segurança pediu. E o pior: ele pediu olhando pra mim, como se eu não tivesse 18, ao invés de pedir pra minha irmã!!! kkk Aí desistimos :/ Como já era quase final do dia, fomos em direção a Casapueblo, que fica em Punta Ballena. A Casapueblo é um museu (que também tem hotel na mesma construção) que costumava ser a casa de Carlos Páez Vilaró. Ele é super famoso por causa do pôr-do-sol. Quando o sol já está para se pôr, uma poesia começa a ser declamada nos terraços (isso me enganou demais! Imaginava um homem declamando a poesia, mas era só uma gravação :/). Assim que o sol se vai, a poesia acaba. É bem bonito e tudo mas é meio decepcionante kk. Pagamos mais ou menos R$ 15,00 por pessoa e tivemos que ir embora logo quando a poesia acaba (regras de lá), e depois que fomos embora o céu ficou ainda mais bonito do que estava quando estávamos lá! Enfim, é legal ir por causa da construção que é diferente e porque é bem programa de turista.

É isso gente! Amei a cidade, tudo lindo, arrumado e silencioso (no inverno, pelo menos kk).

Gostaram?

Beijos