OSTERFEST EM POMERODE!

IMG_5926

Domingo passado foi dia de passeio em família!

Fomos até Pomerode visitar a Osterfest. O evento já está em sua 8ª edição e a grande “atração” é a Osterbaum, uma árvore com cerca de 120 mil cascas de ovos pintadas. O nosso passeio foi em um domingo pós almoço e o local estava LOTADO de gente. Para quem tem disponilidade, eu indicaria ir durante a semana pois deve ser mais tranquilo. Estava complicado de se locomover e foi até difícil de ver tudo que o lugar disponibiliza.

IMG_5924 osterfest

O local tem várias atrações, principalmente para as crianças, entre elas passeio de trenzinho, casa do coelho, passeio de pônei e pintura de ovos. Até eu me diverti tentando pintar os ovinhos (que não deu muito certo hahahaha)

osterfest   osterfest

Apesar da fama da árvore com 120 mil ovos (que são de plástico), a que eu achei mais bonita foi essa abaixo. Ela fica em um lugar fechado e é lotada de ovos de verdade, cerca de 10 mil!

osterfest osterfest pascoa

osterfest

Foto da Carol, que foi no mesmo dia, um pouco mais tarde! 😛

Para quem quiser visitar a Osterfest fica no Centro Cultural de Pomerode, até 27 de março, de quinta a domingo, das 10h às 19h. A área externa de visitação é gratuita e tem horários diferenciados aos finais de semana: sábado até às 21h e domingo até às 20h.

Mais informações sobre a Osterfest aqui.

 

Beijos,

ana-caroline

RHAPSODY OF THE SEAS: CONHECENDO O NAVIO

Oi, meninas!
Como vão?

Bom, um assunto que vai render alguns posts por aqui é o cruzeiro que eu fiz no final do ano passado. Hoje, para começar, vou contar um pouco sobre o navio em que viajamos, o Rhapsody of the Seas, da Royal Caribbean.

Rhapsody of the Seas

Na hora de selecionar o cruzeiro que faríamos, levamos mais em consideração os destinos em que pararíamos do que o próprio navio, pois como não conhecíamos nenhum, não tínhamos como saber qual era melhor, etc… Selecionamos então o Rhapsody sem conhecer muito bem ele, mas acabamos adorando!

Nosso cruzeiro teve a duração de 7 noites e passamos pelas cidades de Punta del Este, Buenos Aires e Montevideo, além de ficarmos três dias inteiros navegando. Esse roteiro é super legal, vale a pena fazer! Mas vou contar um pouco mais sobre nossa experiência em outros posts, pois o foco hoje é o navio!

O Rhapsody of the Seas não é um dos maiores, mas tem tudo o que precisamos. Ele pertence a classe Vision da Royal, e conta com 11 decks recheados de coisas legais!

Rhapsody of the Seas

Para diversão durante o dia, são duas piscinas com água salgada, uma interna e uma externa, seis jacuzzis, uma parede de escalada (parece fácil, mas é difíííicil!), pista de caminhada e academia. Além das atividades que acontecem em diversas áreas do navio.

Rhapsody of the Seas DCIM101GOPRO

Rhapsody of the Seas
Rhapsody of the Seas

IMG_2366

Para a noite, o principal entretenimento é o Casino Royale! Ele é muito bonito e oferece desde caça-níqueis até jogos de mesa como Black Jack, roleta, Poker, etc… Acontecem também festas no Viking Crown Lounge (tipo a baladinha do navio) e festas temáticas no Centrum dependendo do cruzeiro, além de outras atividades como dinâmicas e até karaokê! O Rhapsody também conta com um teatro lindo, onde acontecem apresentações todas as noites!

Rhapsody of the Seas

 

Rhapsody of the Seas

Rhapsody of the Seas

Rhapsody of the Seas

Para quem gosta de comprar, algumas lojinhas fazem nossa alegria! São produtos diversos, desde perfumes, maquiagens, até relógios de grifes, bolsas, jóias, souvenirs, etc… tem muita coisa! E o bom é que todo dia tem uma promoção diferente para a gente aproveitar! No Rhapsody são quatro lojas: uma que vende bebidas e comidinhas importadas (tipo de free shop mesmo), outra da Royal que vende coisas deles, roupas de marcas como Tommy Hilfiger e Nautica, bijuterias, relógios, etc…, uma perfumaria e uma boutique com bolsas e óculos de grife, além de jóias de marcas famosas (e caras!).

 

Sobre alimentação, apenas elogios! O navio conta com três restaurantes que tem as refeições inclusas no pacote: o Windjammer (um restaurante de buffet bem informal que serve todas as refeições sem reserva), o Edelweiss (um restaurante a la carte mais formal que serve café da manhã, almoço e jantar, mas precisa de reserva apenas para a noite) e o Park Cafe (uma opção para quem quer algo bem rápido e mais “gordo” como hamburguers e cachorro quente, por exemplo). Além deles, existem os restaurante de especialidade, como um italiano e um japonês, por exemplo, mas a não ser que você faça questão de alguma dessas comidas, não vale a pena pagar a mais pois o Edelweiss tem pratos muito bons que já estão inclusos!

Rhapsody of the Seas

Rhapsody of the Seas

Sobre as cabines, a nossa era uma interna grande, mas que de “grande” não tinha nada! haha. Ela é bem pequena, mas dá para se organizar e pelo tempo que passamos lá dentro, não precisava ser maior.

Rhapsody of the Seas Rhapsody of the Seas

Espero que as informações sejam úteis, já que para mim, foi muito difícil encontrar esse tipo de coisa antes de viajar!

Beijos,
Carol-Borba

DICA DE VIAGEM: MORRETES

Oi, gente!

Aproveitar finais de semana e feriados para conhecer cidades próximas é sempre uma boa ideia.

No feriado de Corpus Christi aproveitamos para visitar pela terceira vez a cidade de Morretes, no Paraná. Há duas maneiras para chegar na cidade: de carro ou de trem. O passeio de trem fizemos na segunda vez que fomos para lá, há alguns anos, mas vou deixar como dica aqui também, no final do post.

IMG_6641IMG_6643

Morretes é uma cidadezinha que fica a mais ou menos 70 km de Curitiba. É turística principalmente pelas construções antigas e pelos restaurantes que servem o barreado, prato típico de lá (um tipo de carne ensopada que é cozida por muitas horas e servida com farinha). TODOS os restaurantes servem esse prato então todo mundo acaba escolhendo onde comer pelo ambiente, já que a comida parece ser a mesma. Dessa vez, almoçamos no My House e fomos muito bem servidos e atendidos.

IMG_6654IMG_6681

O passeio pela cidade não dura muito, você não precisa mais do que meio dia para conhecer o centro histórico e sentir a calmaria do lugar. O legal do passeio é justamente isso: passear com calma, sem pressa. Ver a feirinha de rua, as lojinhas de decoração, as construções e claro, comer, são as principais atrações de Morretes.

IMG_6648IMG_6661@caaarolborba@caaarolborba

Quem mora perto o suficiente para fazer um bate-e-volta consegue tirar apenas um dia para esse passeio. Já quem mora mais longe, pode aproveitar para conhecer e se hospedar em Curitiba.

IMG_6687

Sobre o passeio de trem que comentei no início, essa é a forma mais legal de chegar a cidade. O trem sai de Curitiba e passa pela Serra do Mar Paranaense até chegar à Morretes. O trajeto dura mais ou menos 3 horas e tem vistas lindas! Aqui vocês conseguem ver mais detalhes sobre os valores e horários.

Morretes

Alguém conhece a cidade?

Espero que gostem das dicas.

Beijos!

Carol-Borba

PASSEIO DE DOMINGO: BETO CARRERO WORLD

Oi, gente!

Domingo foi dia de parque. Fui ao Beto Carrero World comemorar o aniversário do irmão do meu namorado e foi super divertido!

Para quem não conhece, o Beto Carrero é um parque temático localizado em Penha, cidade próxima de Balneário Camboriú e Blumenau.

Ele é bem grande e tem shows e atrações muito divertidas, então a dica é chegar no horário de abertura do parque e ficar até o último show que, aliás, vale muito a pena!

Entre as atrações imperdíveis estão a Big Tower, a Fire Whip e o Crazy River Adventure (antigo Império das Águas que agora é temático do Madagascar!).

Outra coisa legal é que agora podemos encontrar alguns personagens da Dreamworks por lá! Esbarrei com o Megamente e o Metroman e já corri para a foto haha.

1 235 6 7 15168_589443874485364_7451416331561273268_n9

Dica para quem ainda não conhece o parque: conheçam! haha. Vale a pena!

Beijos 🙂

DIÁRIO DE VIAGEM: AU REVOIR PARIS E ANO NOVO EM ZURIQUE!

Hoje é dia de continuação do Diário de Viagem da Meigan e do Matheus. (primeiro post, segundo post e terceiro post)

1622440_607140129360488_1384258550_o

Oito dias se passaram desde que começamos nossa aventura pela Europa, falando agora parece que foi rápido, mas, quando estávamos lá parecia que os dias não passavam. E isso era simplesmente maravilhoso, porque óbvio que não queríamos que acabasse.

Continuando minha série de posts, estamos no dia 30 de Dezembro na cidade romântica, Paris.

Hoje o dia foi mais tranquilo, fomos primeiro visitar o Museu do Louvre, outro monumento que parece ser menor nas fotos. Resolvemos não entrar, pois a fila estava enorme (compras de bilhetes online não estavam mais disponíveis para esta data) e a visita ocuparia nosso dia inteiro. Não que não deve valer a pena, mas, não era algo que realmente nos interessou.

1975146_607140352693799_950897241_n

À tarde fomos deixar nosso marco de amor na cidade haha. Visitamos uma das mais belas pontes, Pont des Arts, mais conhecido por Ponte dos Cadeados. Lugar onde casais apaixonados seguem a tradição de escreverem seus nomes em cadeados e jogam a chave no Rio Sena, simbolizando o compromisso entre eles. 

Caminhamos para conhecer a cidade, compramos algumas lembrancinhas.

post1

Reservamos a noite para um passeio de barco pelo rio, que passa por vários pontos turísticos. Infelizmente havia chovido e os bancos externos estavam molhados, ficamos na parte interna, o que atrapalhou um pouco nossa vista.

Não há dúvidas que o passeio seja encantador, mas, nesta época do ano, tem quer ser forte para aguentar o vento que o passeio proporciona.

Voltamos ao restaurante Resto Demi-Lune, desta vez optamos por um prato típico da região chamado Raclette, o queijo é derretido na hora e raspado em cima dos acompanhantes, que podem ser: batatas, presuntos, salames, entre vários outros.

De sobremesa aproveitamos para experimentar o crepe francês, pra quem não conhece, ele é um pouco diferente do que nós comemos por aqui, normalmente o doce é servido com Nutella (vocês não fazem ideia do tamanho dos potes, tentador haha).

1661630_607140956027072_1431378310_n

O último dia do ano amanheceu ensolarado, sorte a nossa, pois era o dia de se despedir de Paris. Fizemos o check-out no hotel e decidimos fazer o último passeio com as malas mesmo, para não termos que retornar ao hotel para retirá-las.

Fomos conhecer o Jardim de Luxemburgo, o maior parque público da cidade. Aproveitamos a manhã por lá e partimos de trem rumo à Zurique no começo da tarde.

1798364_607140556027112_770904465_n

As paisagens durante este trajeto são lindas, vale a pena fazê-lo durante o dia. Chegamos ao final da tarde na cidade suíça, fomos direto ao hotel chamado Best Western Montana fazer nosso check-in e nos preparar para a virada do ano.

Algo muito comum nos hotéis do Brasil e que só vimos em Zurique foi o frigobar, as acomodações do hotel eram muito boas, o café da manhã com diversas opções, super indico!

1506550_607810379293463_444333838_n

Saímos rumo ao Silvesterzauber, o Ano Novo Mágico de Zurique, pra variar nos perdemos no caminho, fomos para o lado oposto da festa, tansos… haha. Ainda bem que tínhamos saído cedo do hotel.

Ficamos impressionados com o número de jovens naquela cidade, não sabemos ao certo se eram turistas ou moradores. A festa na cidade é a maior da Suíça, conta com bandas, djs, várias barraquinhas de bebidas e comida, sem contar a vista incrível para o lago.

Quem quiser visitar a Suíça, deve ficar atento, a moeda oficial não é a mesma da Europa, eles utilizam o franco suíço, é equivalente a mais ou menos 2,6 reais e se preparem que o custo de vida lá é alto, não vão com pouco dinheiro.

Acreditam que tinha uma barraquinha toda decorada de amarelo e verde, vendendo caipirinha e tocando Ivete Sangalo?! Um sarro.

A temperatura aquela hora da noite era 0ºC, mas, eu juro pra vocês que parecia ser muito menos, estava muito muito frio, aquele doído mesmo. Para driblar aproveitei os vinhos quentes que eram vendidos na rua. 

Chegou meia-noite e.. Nada! Estranho não?! Lá os fogos começam somente 20 minutos depois da virada do ano, não se sabe explicar ao certo o porquê, acho que é mais por tradição mesmo. Em compensação, quando começa, todas as luzes da cidade se apagam, os sinos tocam e é hora de apreciar o espetáculo. São 25 minutos de fogos intensos, um show encantador.

Como estava muito frio e nosso próximo dia começava cedo, assim que terminou, retornamos ao hotel. Como o fuso horário tem diferença de + 3 horas em relação à Brasília, ainda deu tempo de pegarmos nossos pais em casa para desejar-lhes boas vindas a 2014.

post2

No próximo post, vamos contar a vocês sobre o passeio incrível que fizemos pelos Alpes, não percam!

Beijos,